Saudações tenebrosas...

Você ultrapassou o portal da realidade... Seja bem vindo(a) á um mundo onde os contos criam vida, mesmo quando falam de morte...

Sidney Leal

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

EU

“Às vezes quando estou sozinho, chamo a tristeza para sentar e conversar comigo

Quando passa o tempo e percebo que ela sou eu, eu dou risada.

Ela decepcionada vai embora,

Porque sabe que por mais que eu seja ela,

Ela por ser ela não me domina,

Mas isso só me incrimina,

Por que submeto a menina a me servir sempre de pronto,

Isso às vezes me deixa tonto...

À mudança constante do meu modo de sentir”.
(Sidney Leal)