Saudações tenebrosas...

Você ultrapassou o portal da realidade... Seja bem vindo(a) á um mundo onde os contos criam vida, mesmo quando falam de morte...

Sidney Leal

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

"PERÍODOS DE VAZIO"


“E entre prantos e soluços chego à conclusão de que ela me abandonou. Tenho esta convicção! As noites mal dormidas e o vazio que sinto em minha cabeça enevoada de confusão, só certificam e comprovam minha certeza. Há tempos não a via e sua presença antes que de tão intensa podia ser sentida a metros de distância, hoje...
- Nada se revela!
Abaixo a cabeça e com as mãos em meu rosto me desespero, olhando o papel em branco e a caneta a minha frente como se deste modo pudesse saber seu paradeiro, ou talvez descobrir o que de mal a ela eu teria feito...
- Mas nada se revela!
Com as mãos erguidas aos céus pergunto: - O porquê deste sofrimento? Por que me feria? Pois sabe que sem ela não sou nada, menos que ninguém...
- Mas nada se revela!
Levanto-me com o papel em branco em minhas mãos, e socando o ar grito a todo mundo:    - Onde ela está!?
- Mas nada se revela!
Mas que diabos teria feito eu a divina inspiração para que ela me abandonasse assim?”.
                                                                                                                                     (Sidney Leal)